Whisky ou whiskey? Entenda as diferenças do whiskey americano

| Bulleit | Whisky | Curiosidades
O whisky é um tipo de destilado com diferentes grafias: pode ser uísque, como no português, mas também está certo escrever whisky ou whiskey.

De acordo com Maurício Porto, sócio do bar Caledonia Whisky & Co. e criador do blog especializado em whisky O Cão Engarrafado, por conta de usos e costumes, passou-se a utilizar a palavra whiskey, com a letra “e”, para definir o destilado americano. “Mas isso é uma coisa mais de mercado, de tradição, do que de legislação.”

Whiskey americano

Maurício explica que a legislação estadunidense permite as duas grafias para o destilado americano: whisky e whiskey. O produtor é quem decide. Porém, é comumente usada a palavra com o acréscimo da letra “e”.

“Convencionou-se isso talvez para diferenciar o produto americano do escocês. O que faz sentido, porque, tanto sensorialmente quanto em produção, são coisas bem distintas”, acrescenta o especialista.

Escocês vs. Americano



Para que seja considerada um whisky escocês, a bebida deve ser fabricada na Escócia a partir de grãos, água e fermento. Após o processo de destilação, o destilado deve ser maturado em barris de carvalho de até 700 litros por ao menos três anos.

O scotch whisky deve reter a cor, o aroma e o sabor derivados das matérias-primas utilizadas, além do método de sua produção e maturação.  Ademais, nenhuma outra substância pode ser adicionada à bebida produzida além de água e corante simples de caramelo, o qual é usado para padronizar a cor do whisky.

Já nos Estados Unidos, o que define um whisky é o cereal predominante. “Então, se um whiskey tem 51% ou mais de milho, ele será um Bourbon – ou um Tennessee whiskey, se for produzido no Tennessee e passar pelo charcoal Mellowing. Se tiver 51% ou mais de trigo, será um wheat whiskey, se tiver 51% ou mais de centeio, será um Rye Whiskey”, explica Maurício.

De acordo com o especialista, isso importa porque cada cereal dá um sabor diferente à bebida.

“Trigo traz cremosidade e suavidade. Centeio traz herbal e apimentado. E cevada maltada traz oleosidade e também confere as enzimas que catalisam o processo de fermentação. É a combinação destes cereais que dá personalidade ao whiskey.”

Passo a passo



Para te explicar melhor como o whiskey é feito, vamos por partes:

1º Cozimento

Depois da definição dos cereais utilizados (milho, centeio, cevada ou trigo), é realizado o cozimento dos grãos, começando com o milho e depois os outros, em diferentes temperaturas.

2º Fermentação

Todo o conteúdo obtido após o cozimento, chamado de mash, é, então, colocado em um tonel para fermentar junto de levedura. Tanto a parte líquida quanto a sólida.

3º Destilação

Após a fermentação, o mash é destilado. Na maioria das vezes, o processo de destilação ocorre duas vezes: primeiro em alambique de coluna, depois em alambique de cobre.

4º Redução da graduação alcoólica

O destilado resultante normalmente tem cerca de 70% de graduação alcoólica, mas a lei exige que o índice seja reduzido a 62,5% antes do envelhecimento nos barris. 

Para isso, é adicionado água desmineralizada.

5º Maturação

Só então, o líquido vai para maturação, que deve ocorrer por no mínimo dois anos no caso do Bourbon, por exemplo. 

Como o tipo de barril é determinante para o sabor e coloração do whisky, os padrões americanos estipulam os barris de carvalho carbonizados como os que devem ser utilizados.

Os barris adicionam notas caramelizadas à base amadeirada do sabor, além de dar tonalidade marrom à bebida.

Sobre a Diageo

A DIAGEO é líder mundial na produção de bebidas alcoólicas premium, com uma coleção de marcas nas categorias de bebidas destiladas e cervejas. Essas marcas incluem SMIRNOFF, JOHNNIE WALKER, GUINNESS, BAILEYS, OLD PARR, CÎROC, TANQUERAY, entre outras, e as nacionais YPIÓCA e NÊGA FULÔ. A DIAGEO é uma empresa multinacional que opera em 180 países. As ações da companhia são negociadas na Bolsa de Valores de Nova Iorque (DEO) e na Bolsa de Valores de Londres (DGE). Para mais informações sobre a DIAGEO, seus funcionários, suas marcas e seu desempenho, visite www.DIAGEO.com. Celebre com responsabilidade e saiba mais sobre consumo responsável de bebidas alcoólicas em www.DrinkiQ.com.br.
  • Aprecie com moderação.
  • Se beber não dirija.
  • Não compartilhe este conteúdo com menores de 18 anos.